PLANTÃO 24H
Av. Amazonas nº 2218, bairro Santo Agostinho - Belo Horizonte/MG

Serviços

ANATOMIA PATOLÓGICA

O Laboratório de Anatomia Patológica do Santo Agostinho Hospital Veterinário realiza exames de Histopatologia, Citopatologia e Necropsia.

A Anatomia Patológica dá importantes subsídios para diagnósticos de  doenças de  qualquer tecido ou órgão retirados de um indivíduo. Após minucioso exame macro e microscópico, obtém-se uma conclusão diagnóstica que pode orientar o tratamento e auxiliar na definição do prognóstico do paciente.

Exame Citológico

O exame citológico é indicado como um método de diagnóstico rápido, prático, de fácil execução e pouco invasivo. É útil na triagem de lesões de acordo com a origem do processo: inflamatório, degenerativo ou neoplásico. Ao longo dos anos, alguns recursos foram incorporados à prática da citologia, como punções guiadas por ultra-som ou tomografia computadorizada

Exame Hispatológico

O exame histopatológico é precedido da realização de um procedimento cirúrgico, quer uma biópsia incisional, biópsia excisional ou a retirada parcial ou total de um órgão.

A histopatologia consiste na inclusão em parafina  pequenos fragmentos de tecidos biológicos para confecção de um preparado histológico padrão, corado pela técnica de hematoxilina-eosina (H&E). Além da definição de diagnósticos, a avaliação histopatológica também permite a obtenção de outros parâmetros importantes como omo exemplo a avaliação da margem cirúrgica, após exérese de formações neoplásicas.

Necropsia

Necropsia é o exame criterioso de todos os órgãos e tecidos de um animal morto, podendo confirmar, refutar, esclarecer, modificar ou estabelecer um diagnóstico. Por vezes, a necropsia é a única forma de se chegar a um diagnóstico conclusivo.

HOMEOPATIA

A Homeopatia foi criada em 1796 pelo médico alemão Samuel Hahnemann, ganhou bastante notoriedade e passou a ser difundida e praticada em meados dos anos 1970.

Seu princípio baseia-se em que qualquer mal que atinja o corpo é uma forma de desequilíbrio ocasionada por algum tipo de perturbação da energia vital e, para curá-lo, basta restaurar esse equilíbrio, o que é feito por meio de medicamentos naturais em quantidades muito pequenas que são misturados a grandes volumes de água ou álcool.

A homeopatia passou a ser utilizada na medicina veterinária a partir dos anos 1980, mas ganhou espaço nos últimos 10 anos. O tratamento homeopático para animais conta com o mesmo princípio que para seres humanos: os bichinhos também têm essa energia vital que pode sofrer desequilíbrios, e a restauração dessa ordem os levaria a recuperar a saúde.

O que é homeopatia veterinária?

A homeopatia veterinária tem como premissa restabelecer a saúde do bichinho por meio de medicamentos naturais diluídos em água, que não causem efeitos colaterais.

Muitos acreditam que funciona apenas como placebo, e outros acham que é a mesma coisa que a utilização da fitoterapia, mas apesar de medicamentos homeopáticos serem feitos de substâncias naturais, como plantas e minerais, eles atuam de forma diferente dos medicamentos fitoterápicos ou até mesmo alopáticos, é o que garantem os homeopatas.

A homeopatia estimula diretamente o sistema imunológico no nível mais básico, o que poucas modalidades médicas podem fazer. É dito que a homeopatia estimula o organismo em níveis subatômicos, ou seja, age em unidades que compõem os elementos das células. Tratamentos herbais e alopáticos podem, na melhor das hipóteses, afetar apenas o nível molecular; no entanto, a medicina homeopática vai à raiz do problema.

A homeopatia é uma medicina natural que utiliza substâncias medicamente ativas em doses infinitesimais (extremamente pequenas) que estimulam o sistema imunológico, com o objetivo de permitir a autocura pelo restabelecimento do equilíbrio.

Os homeopatas garantem que, quando praticado corretamente sob as orientações adequadas, o tratamento é capaz de fazer grandes mudanças, obtendo-se ótimos resultados.

Esse tratamento holístico apenas promove as condições ideais e os estímulos necessários ao sistema imunológico para que a pessoa, ou nesse caso, o animal, consiga se curar sozinho.

BANCO DE SANGUE

A Hemoterapia Veterinária é um procedimento emergencial que auxilia no tratamento de inúmeras enfermidades graves, através da utilização de sangue total e de seus hemocomponentes. Também conhecida como terapia transfusional, essa prática interage com diversas outras especialidades veterinárias e visa corrigir temporariamente algum distúrbio hematológico severo.

Por muitas vezes, devido à carência de doadores e à demora na transfusão, inúmeros animais não resistem vindo a óbito. Outros contraem uma série de doenças infectocontagiosas durante a transfusão por não se saber ao certo a origem e a procedência do doador e por não serem realizados exames prévios e indispensáveis no animal doador.

O SANTO AGOSTINHO Hospital Veterinário com seu banco de sangue veterinário, pioneiro no estado de Minas Gerais, tem a proposta de ajudar a salvar vidas de animais em situações emergenciais, permitindo o fácil acesso ao sangue total e seus derivados, com alta qualidade e máxima segurança, auxiliando os médicos veterinários com as técnicas e protocolos para a realização de uma transfusão sanguínea segura.

Você pode conferir nossa matéria sobre tipagem sanguínea de cães e gatos.